Carry Fire

Já eleito o melhor vocalista de heavy metal de todos os tempos, Robert Plant acaba de chegar com mais um álbum para os fãs.

robertplantcover_sq-c6d7a46dd64d7e59770dc56af40731c3ca2a0106-s400-c85

O front da falecida banda de rock, Led Zeppelin, disponibilizou onze canções maduras para vocês! Com melodias envolventes e letras suaves.

Chega aí: First Listen!

sem-titulo

Anúncios

Guardiões da Galáxia Vol.2

Enfim, o volume 2 tão esperado pelos fãs dos guardiões e também de suas canções, para abrir o 100ª post do Cafofo Musical!

C90TgtLVoAA1hSb

Iniciando com Looking Glass, quem não deu uma arranhada na cantoria enquanto o carro se locomovia estrada a fora? ”The sailor said ”Brandy, you’re a fine girl… ♪”

Confira  a lista das canções:

  • “Mr. Blue Sky” — Electric Light Orchestra
  • “Fox on the Run” — Sweet
  • “Lake Shore Drive” — Aliotta Haynes Jeremiah
  • “The Chain” — Fleetwood Mac
  • “Bring It on Home to Me” — Sam Cooke
  • “Southern Nights” — Glen Campbell
  • “My Sweet Lord” — George Harrison
  • “Brandy (You’re a Fine Girl)” — Looking Glass
  • “Come a Little Bit Closer” — Jay and the Americans
  • “Wham Bam Shang-a-Lang” — Silver
  • “Surrender” — Cheap Trick
  • “Father and Son” — Cat Stevens
  • “Flash Light” — Parliament
  • “Guardians Inferno” — The Sneepers feat. David Hasselhoff

Corra e venha apreciar novamente o Vol.2! 😉

sem-titulo

Grande Willie!

Considerado o 77º melhor guitarrista dos primórdios da humanidade pela revista norte-americana Rolling Stone.

willie-nelson-tom-carlton.jpg

Nosso bom velhinho Willie Hugh Nelson, cantor, compositor, ator, escritor, poeta e ativista. Membro do gênero country.

Willie está em atividade musical desde 1962, com setenta e dois álbuns de estúdio lançados. Exatamente! Setenta e dois!!! Sem contar uma grande quantia estimada em torno de quarenta álbuns divulgados, divididos em apresentações ao vivo, compilações e trilhas sonoras. Nem todos atingiram as cobiçadas paradas da mídia mas fizeram bem felizes seus fãs.

Ouça aqui uma playlist feita pelo Spotify com algumas de suas melhores canções: The Very Best Of Willie Nelson.

sem-titulo

Versões

Então amigos, conhecem o programa de TV do Canal BIS, chamado ”Versões”? Ainda não?

Sem título.jpg

Apresentado em nova temporada todas as quartas, às 20h, por Dedé Teicher, se trata de um simples projeto onde artistas convidados apresentam versões de clássicos e sucessos da música.

Tem Emanuelle Araújo cantando Novos Baianos, Anavitória representando Nando Reis, Maglore retratando Tim Maia, e muito mais. Essa semana foi a vez de Dani Black, cantar Djavan! Confira: Globosatplay!

sem-titulo

Ladies, and Jazz

1d35190f5c40ec1c23ac733b4b59b7b9

Nesta onda crescente de feminismo, vale ressaltar a importância das mulheres também no quadro musical! Pensando nisso, ou não, temos aqui uma playlist do Spotify, com noventa e uma canções de grandes artistas do gênero. A lista conta com nomes importantes da cultura, como Etta James, Diana Krall, Nina Simone, nossa querida Norah Jones, já indicada em um post do Cafofo, Macy Gray, Peggy Lee, e muito mais.

Faça seu login e aproveite as recomendações: Women Of Jazz!

_

Leia a matéria completa da coluna de Jéssica Chiareli, na Revista Bula.

sem-titulo

Som Recuo

A segunda-feira que inicia com de superar e surpreender, sugere também uma espécie de Som Recuo para a primeira segunda de julho… Ou melhor, cinco espécies.

musica

Que tal ouvir cinco músicas de sucesso lançadas entre as décadas 70-80 para arrebatar este seu início de semana? Porque em matéria de música… Os anos são imbatíveis!

É bastante válido que você aumente o seu som no último volume, agora mesmo: 😉

  1. ABBA – Dancing Queen
  2. Bee Gees – Stayin’ Alive
  3. Freddy Cole – I Loved You
  4. Wham! – Wake Me Up Before You Go Go
  5. Don McLean – Castles In The Air

sem-titulo

Trilha dos Tronos

Precisamos atrasadamente adentrar nas melodias que compõem os episódios da estimada série da HBO, baseada nAs Crônicas de Gelo e Fogo de George R. R. Martin.

Sim leitores, falo de ”Game Of Thrones!

46b3eec20e166184e52ef949cf4b349d.jpg

Quem aí já não aguenta mais esperar pela sétima temporada? Pois é galera, ”Winter is coming!”. Estamos quase lá!

Para os desavisados ou os que ainda não sentiram vontade ou não tiveram tempo para iniciar as sessões, o Cafofo recomenda que o faça já! Mergulhe nas tramas do jogo político mais bem arquitetado das telinhas, onde a produção e o profissionalismo focado nos bastidores não deixam nada a desejar.

Após estar maratonando todas as seis temporadas novamente, um episódio aqui, outro ali, as canções se fizeram perceber.

Ramin Djawadi, foi o responsável por todas as músicas-tema de cada uma das ”Casas” da série. De acordo com o próprio, os temas podem ter sua sonoridade evoluída ao longo do tempo, principalmente com o acréscimo de novos instrumentos a melodia, como foi o caso da ”Casa Targaryen’‘. Podemos ouvir também faixas das bandas Sigur Rós, The National e The Hold Steady, a partir da segunda temporada.

É viável afirmar que todas as canções pertencentes a série, combinam perfeitamente com cada minúsculo detalhe, dando destaque especial a música oficial da introdução. – Assista!

Vamos começar conferindo o álbum da benquista primeira temporada? É pra Já! Se preferir, acesse também sua conta no Spotify e ouça os álbuns de cada uma delas no perfil da série. Se ainda não possui uma conta, providencie logo!

E clicando aqui, você fica inteiramente informado de todas as notícias relacionadas ao universo do autor. (Obs: extremo cuidado com os spoilers!).

Corre que também tem trailer novo da sétima temporada: #trailler2 😉

Agradecimento especial a Gustavo Tavares.sem-titulo

4h de Música

Um assunto muito recorrente nos últimos tempos é a famigerada “crise de ansiedade”.

tumblr_mklndeszc21qmopmso1_500.gif

Como acontece? Por que? Como curá-la? A resposta para essas perguntas, com certeza você já deve ter visto em várias matérias distintas, mas o que o Cafofo pretende compartilhar é uma playlist fornecida pelo DJ Moby, publicada pela Revista Bula – assine a newsletter em seu e-mail -, a fim de que você possa ouvir quatro horas seguidas de músicas e assim relaxar.

Segundo Moby, esta foi a maneira que ele encontrou para ajudar em sua insônia que o acompanha desde os quatro anos de idade.

O álbum batizado de ”long ambients1: calm. sleep” pode ser aliado também a meditação e yoga, obviamente a critério do ouvinte.

Ouça a playlist através do Spotify, ou simplesmente faça o download agora mesmo. É completamente gratuito!

sem-titulo

Abalo no Grunge

O Cafofo não poderia deixar de prestar uma singela homenagem a Christopher John Boyle.

Chris-Cornell.jpg

Um abalo sísmico, inesperado e assolador, alcançou a noite de quarta-feira, (17), de maio deste ano. Deixando uma esfera sem contenção no grunge, chegou a hora de darmos adeus a Chris Cornell.

Adeus? Jamais! Seu corpo pode estar sem vida, irreparável, mas suas canções continuarão a abrilhantar o mundo. Sempre e para sempre!

Cornell ingressou no mundo da música tocando piano na infância, posteriormente e profissionalmente, como baterista em uma banda chamada Jones Street Band. Em meados de 1984, formou o famoso Soundgarden, aliada a Alice in Chains, Nirvana e Pearl Jam, complementando o movimento grunge, abandonando a bateria e se dedicando somente ao vocal.

Anos após, com a morte de um de seus amigos próximos, através de uma homenagem com músicas próprias, forma-se o Temple Of The Dog, juntamente com o ícone Eddie Vedder. Andrew Wood – o homenageado – e todos nós agradecemos! (exceto Xena La Fuente).

Foi em 1991, que Soundgarden alcançou fama mundial graças ao reconhecimento cada vez mais crescente do cenário grunge.

Em 1999, Cornell lança um álbum solo: ”Euphoria Morning”, valendo uma indicação ao Grammy Awars. Só então em 2011, é que surge Audioslave, seu terceiro projeto musical, aliado aos ex-integrantes do Rage Agains The Machine.

Audioslave definitivamente entrou para a história, sendo seu grupo de maior sucesso na indústria musical. Várias de suas faixas, fizeram parte de trilha sonora de seriados e filmes, como Castle, OTH, entre outros.

Já nesta quarta-feira, o músico nos deixa após uma apresentação com a banda Soundgarden, de forma indócil. Segundo os laudos periciais, Chris se enforcou no banheiro do hotel em que estava hospedado, abrupto e inesperadamente.

O artista já possuiu problemas com entorpecentes e álcool, porém alegava sobriedade desde 2003, após se instalar em uma clínica de reabilitação. Não sabemos a veracidade das histórias, mas Cornell também já apresentou quadro de depressão e agorafobia – semelhante a síndrome do pânico, transtorno associado a multidões, lugares abertos e situações que possam causar constrangimentos.

Vários outros artistas do cenário grunge, se foram da mesma forma, optando pelo suicídio. O que nos faz questionar: será que o gênero conduz a melancolia profunda, ou tudo não passa de uma mera coincidência?

Conheça a discografia de Chris Cornell, solo e separadamente com seus projetos, e ouça abaixo uma de suas belas canções do álbum solo de 2009.

”1964_2017”

It’s not forever. So breathe. Tomorrow is a new day”.

sem-titulo

Friday’s Album

Clube-da-Esquina-1972-capa

É Clube da Esquina, minha gente! Álbum integrado a lista dos 100 maiores discos de MPB da história, divulgada pela revista Rolling Stone.

Faixas da junção entre Milton Nascimento e Lô Borges, lançado em 1972. Tanto a capa como as canções, retratam o que há de mais mesuro e afável no viver.

Faça já o download, ou apenas ouça!

Happy friday!

sem-titulo

Friends with Benefit

feab9b94574cb2a544fd145956da7dfe

Post dedicado ao segundo álbum da série One Tree Hill.

Criado e desenvolvido pela personagem Peyton Sawyer, em busca de levantamento de fundos em prol da luta contra o câncer de mama, doença adquirida por sua mãe biológica, Ellie. Na trama, Peyton reuniu quinze artistas para tocar no Tric – bar fictício -, onde a campanha foi manifestada.

Como não seria de se surpreender, todas as músicas são ótimas e bem engajadas. Segue listagem abaixo:

  1. Feeder : Feeling a Moment
  2. Jack’s Mannequin : The Mixed Tape
  3. Audioslave : Be Yourself
  4. Nada Surf : Always Love
  5. Gavin DeGraw : Jealous Guy
  6. Citizen Cope : Son’s Gonna Rise
  7. Hot Hot Heat : Middle of Nowhere
  8. Tyler Hilton (Chris Keller): Missing You
  9. MoZella : Light Years Away
  10. Shout Out Louds : Please Please Please
  11. Fall Out Boy : I’ve Got a Dark Alley and a Bad Idea That Says You Should Shut Your Mouth (Summer Song)
  12. Jimmy Eat World : 23
  13. Bethany Joy Galeotti (Haley James Scott): Halo
  14. Michelle Featherstone : Coffee & Cigarettes
  15. Strays Don’t Sleep : For Blue Skies

O álbum foi lançado pela gravadora Maverick, em 2006. OTH se encontrava em sua terceira temporada.

Vamos nessa dar play neste álbum estrondoso? Friends with Benefit Vol.2!

A quem possa interessar, o Cafofo tem um post sobre todas as canções de OTH logo aqui: As Canções de One Tree Hill. 😉

sem-titulo

Invente-se

Manhã de terça-feira. Frio. Café, talvez chá. Bolacha ou biscoito. Trabalho. Rotina. Música! Hoje é só mais um dia-chance para que você se reinvente. Ela pode ser sua aliada.

a-musica-ideal-para-cada-signo-do-zodiaco.jpg

Iniciando sua trilha com uma canção da série atual recorrente, ”13 Reasons Why”…

– Terça-feira da Invenção –

Um mix de canções multi-gêneros.

  1. Vance Joy – Mess Is Mine
  2. Ed Sheeran – Don’t
  3. Alex and Sierra – Scarecrow
  4. Paloma Faith – Only Love Can Hurt Like This
  5. The 1975 – Robbers
  6. Coldplay – Trouble
  7. City and Colour – Wasted Love
  8. Adele – Hometown Glory
  9. Jason Walker – Midnight Starlight
  10. Cary Brothers – Ride

sem-titulo

Eu li Indie Folk?

banjo-indie.jpg

Com a chegada do sol, há também a nossa preguiça em levantar-se da cama. É por isso que o Cafofo pensou em trazer uma trilha de indie folk escolhida a dedo pelos amantes do gênero, para que você possa apreciar enquanto junta forças para iniciar o dia.

São vinte e sete canções, juntando bandas como Of Monsters and Men, Mumford & Sons, The Paper Kites, Eddie Vedder, Phillip Phillips e outras tantas mais.

Dê o play e aproveite seu dia! 😉

– “Indie Folk Greatest Hits” –

sem-titulo